fbpx

Noticia

O jovem, o primeiro emprego e o gestor

Existe hoje uma desatenção quando o assunto é o jovem no primeiro emprego. Programas como o “jovem aprendiz” são iniciativas muito boas quando colocadas em prática verdadeiramente, não apenas para cumprir cotas, como grande parte das empresas atuam

Durante minha caminhada profissional, aprendi que em cada experiência encontramos oportunidades através de todos os que nos cercam;

Do menor ao mais graduado, todos possuem algo à nos ensinar, seja num “bom dia” ou até mesmo naquele feedback desafiador que só os que já o receberam sabem quão importante ele é.

Porém os jovens que ingressam no primeiro emprego não possuem a percepção necessária para visualizar e desenvolver suas capacidades, sendo dependentes de gestores aptos que os ensinem a captar cada oportunidade.

Vejo jovens ingressando no mercado apenas para ganhar o seu “dinheiro para o fim de semana”, outros buscam apenas um suporte financeiro para financiar os estudos, não enxergando as oportunidades existentes em sua frente.

É necessário que haja uma dedicação intensa dos gestores para que os jovens aprendam que os valores que carregamos são para a vida toda, e que, profissionalmente, tais valores começam no primeiro emprego.

Agregar o maior número possível de pessoas aptas para a vida profissional não é fácil, mas com perseverança e dedicação é possível, e consequentemente o cenário atual que encontramos no país sofrerá mudanças, o que com certeza tornará a vida pessoal mais produtiva e feliz.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Chat with us on WhatsApp